Os Perigos das Comidas de Rua e Fast Food – Cuidado Com a Intoxicação Alimentar

0
1002

Last Updated on

Quem é que nunca pensou em comer um salgadinho que, aparentemente, é apetitoso na esquina da pracinha que fica perto da sua casa? Ou até mesmo durante eventos como carnaval, festas de rua, festas junina, entre outros?

  • O brasileiro, de uma forma geral, gosta de comer em fast food e em barraquinhas. Mas, será que todos nós nos atentamos para o risco que alguns lugares podem oferecer para a nossa saúde? Sem contar que não há chances de ter um emagrecimento saudável . Foi pensando justamente nisso que e o blog Ponto Diário resolveu dissertar sobre este assunto, pois ele é de suma importância para todas as pessoas, das mais variadas idades.

Leia com bastante atenção e para descobrir quais são os cuidados necessários para não ter intoxicação alimentar com alimentos estragados. Uma boa leitura.

Todo Mundo Está Sujeito a Isso, Até Eventos Consagrados:

Uma das primeiras coisas que precisamos ter em mente é que o perigo está em todo o lugar, independente de ser uma barraquinha da esquina ou em um restaurante de grande marca. Quando a higiene e o contato com as contaminações não são sanadas da forma correta, o pior pode acontecer.

Só para se ter uma ideia disso, vamos exemplificar o fato que ocorreu em 2015, em Portugal, durante um evento de um festival de gastronomia denominado Street Food Festival. Muitos consumidores que comeram em determinada barraca teve intoxicação alimentar e tiveram que ser hospitalizados por conta de uma contaminação na comida deste vendedor. Ou seja, se até mesmo em festivais de gastronomia isso ocorreu, todo o cuidado é pouco.

O problema das comidas de rua:

Salvo as comidas fitness que hoje virou moda e é super fácil de encontrar, a grande maioria das barracas de rua e restaurantes fast food são de comida nada saudável. Tendo isso em vista, podemos ainda destacar o fato de que além de correr o risco de desenvolver uma intoxicação alimentar, há também os transtornos que envolvem o aumento de peso oriundo das bases de frituras e carboidratos das comidas em questão, bem como as bebidas (refrigerantes e sucos com muito açúcar e conservantes).

Obviamente que não podemos generalizar e deixar de comer nas barraquinhas de rua, até porque não são todos os lugares que pecam no quesito higiene. Exatamente por isso que é preciso estar sempre atento quanto ao alimento que você compra e uma boa maneira de fazer isso é dar uma fiscalizada durante o preparo e sentir o odor dos ingredientes antes de levar à boca.

Um dos principais alimentos que causam problemas quanto à intoxicação alimentar é a maionese, além do frango mal preparado que pode conter salmonelas, uma bactéria que pode se instalar no intestino e causar muitos problemas de saúde para uma pessoa.

Brasileiro gosta muito de ir à praia e, consequentemente comer na praia… Por isso que é preciso tomar muito cuidado quanto as comidas que lá são vendidas. A exposição altas temperaturas durante muitas horas do dia pode fazer com que determinado alimento estrague, por isso que você não deve comprar nenhum lanche com qualquer sinal de estrago. São eles:

  • Camarões fritos
  • Peixes
  • Sanduíches naturais
  • Queijo tipo coalho
  • Lanches com maionese
  • Lanches com requeijão

Por mais estrando que isso pareça, dentro deste contexto, os alimentos fritos são melhores opções porque como eles são preparados imersos a uma alta temperatura, todos os microrganismos simplesmente não sobrevivem. No entanto, quanto mais fritura comemos, mais chances de engordar. E vale lembrar também que até os lanches fritos podem estragar depois de preparados, portanto, esta informação não acaba totalmente com o problema de alguém ter intoxicação alimentar.

É muito importante que você tenha uma referência do ambulante que está vendendo e procurar indagar com ele se o alimento foi recentemente preparado, pois se você estiver ao final do dia e o lanche ter sido feito durante a manhã, as chances são realmente grandes de você passar mal depois de ingerir este alimento. Sem contar que hábitos ruins da saúde podem causar obesidade infantil.

Opte por alimentos e lanches saudáveis:

Se você está na praia e bateu aquela fome, você pode levar lanches da sua casa preparados por você. Legal é acondiciona-lo em bolsas térmicas para que eles não sofram com as altas temperaturas e comer sempre no mesmo dia. Não deixe, nem mesmo na sua própria casa, o alimento que você levou para rua, passar mais de um dia na sua geladeira. Os riscos de concentrar algum tipo de contaminação é grande e ninguém quer passar mal.

Com esta pequena medida você mata dois coelhos em uma cajadada só, já que também poderá ter a opção de levar um lanche saudável e que não vai alterar o seu plano de alimentação ou a sua dieta.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here