Dieta Gracie Ajuda A Emagrecer? Saiba Tudo Aqui

0
587

Ter o corpo perfeito é o que leva a maioria das pessoas aos consultórios de nutricionistas anualmente. Pra quem não curte visitar médicos e afins, vale consultar as livrarias e a internet atrás da novidade do momento. Mas será que é só isso o que importa?

A dieta Gracie não é novidade. Já foram vendidas milhares de cópias do livro pelo mundo. Atletas, celebridades e pessoas comuns buscam nessa fórmula mágica o segredo para chegar ao shape musculoso e quase sem gordura ostentado pelos Gracie há mais de seis décadas.

Mas afinal, a dieta Gracie emagrece? Seria ela o segredo da família famosa? Vamos por partes. Você já conhece a dieta do arroz?

Segundo o livro escrito por Rorion Gracie, o segredo desta dieta é combinar de forma inteligente os alimentos, de forma a não ingerir aqueles que não apresentam bons resultados juntos. Com a combinação adequada, podemos evitar a fermentação e a acidez do sangue no processo de digestão, o que favorece o bom funcionamento do organismo, entre outros efeitos positivos.

Carlos Gracie não foi o primeiro a propor que a combinação certa de alimentos seja ideal para nossa saúde. Em 1930, o médico norte-americano William Hay defendia a mesma tese. Salada deveria preencher a maioria de nossas refeições, açúcar, margarina, corantes e adoçantes deveriam ser evitados.

Para facilitar a vida de quem resolver aderir à dieta, Rorion dividiu os alimentos em seis grupos.

Grupo A: Composto por todos os legumes e verduras, todas as carnes (exceto a de porco), todos os frutos do mar e alimentos ricos em gordura e oleaginosos (neste grupo encontram-se o abacate, a amêndoa, o azeite de oliva, o cacau, as castanhas, o coco seco, o gergelim, a manteiga e o queijo). Os alimentos deste grupo podem ser combinados entre si e com os do grupo B.

Grupo B: Amidos. Encontram-se aqui o arroz, a batata, a batata doce, o feijão seco, a soja seca, a lentilha, a quinua, o centeio, a mandioca e derivados, o milho seco e derivados, o trigo e derivados. Aqui, uma decepção para brasileiros em geral: os alimentos deste grupo não podem ser combinados entre si. Arroz e feijão, juntos, nem pensar!

Grupo C: Chegamos aos doces, mas não se empolgue. Banana desidratada ou cozida, caqui, figo, laranja lima, mamão, melancia, melão, tâmara, uva passa, açúcares em geral, mel de abelha, xarope de agave, melado de cana. Entram também os queijos frescos e cremosos, além dos chás de ervas ou de cascas (camomila, erva-doce, maçã, mate, preto). Podem ser combinados entre si e com os alimentos do grupo B, sem gordura.

Grupo D: Ácidos (abacaxi, acerola, caju, laranja, limão, maçã ácida, manga, maracujá, pêssego, tangerina, uva, frutas vermelhas, tomate, iogurte, coalhada e kefir). Não devem ser combinados entre si e nem com alimentos de outros grupos.

Grupo E: Banana crua, que pode ser combinada com frutas doces e queijos frescos. Não deve ser ingerida com alimentos dos grupos A e B. Veja aqui os segredos da dieta detox.

Grupo F: Leite. Não é tão fácil combiná-lo, já que deve ser evitado com os alimentos do grupo A, açúcares em geral, alimentos doces, abacate e frutas frescas. Combina com o grupo B e seus derivados. Também pode ser ingerido com banana, crua ou cozida.

Importante frisar que não é permitido se jogar de cabeça nesses alimentos. A quantidade ideal seria alcançada quando você chegar a preencher um total de 80% da capacidade de seu estômago. Para ficar mais fácil, explicamos: pare de comer antes de se sentir saciado.

 

Para um resultado campeão

Mas não basta saber combinar. Temos algumas outras regras que, quando somadas à combinação de alimentos, parecem mais com uma reeducação alimentar do que propriamente uma dieta. Na dieta Gracie, sugere-se que sejam realizados intervalos de 4 horas entre uma refeição e outra. Se der aquela vontade de um lanchinho, beba água pura ou água de coco.

Água não tem calorias. Está liberada, sem moderação. Hidrata, refresca e é encontrada em abundância, em qualquer lugar. Além disso, a água ajuda na digestão, ajuda a eliminar subprodutos da gordura (emagrece!), ajuda a perder peso e ajuda a repor os tecidos da pele, regula a temperatura do corpo e ajuda na melhoria de nosso sistema imunológico.

O livro contém algumas dicas importantes para incentivar as pessoas a mudar sua mentalidade quanto à alimentação. Não somos um depósito de comida ambulante, mas precisamos nos alimentar com o propósito básico de nutrir o organismo, cuidando para garantir seu funcionamento.

Se a proposta é pensar sobre o que se come, é natural eliminarmos tudo o que for “veneno” de nossas vidas: refrigerantes, doces, frituras, tudo aquilo que a nossa gula deseja mas que só faz mal para o corpo. Refrigerantes? Nem pensar.

Dietas ricas em frutas e verduras, que não eliminam as carnes e os grãos, é uma dieta equilibrada por natureza. Com as combinações certas, não tem como dar errado.

Da dieta Gracie, foram praticamente eliminados os produtos industrializados. Não é pra menos. Esses alimentos costumam ser ricos em sódio, gorduras, conservantes e corantes, elementos prejudiciais ao funcionamento do nosso organismo.

Ao criar sua famosa dieta, Carlos Gracie se inspirou no filósofo Hipócrates: “Faça da alimentação o seu remédio.” Depois de muito pesquisar, chegou à fórmula consagrada e, de quebra, resolveu alguns problemas de saúde que o atormentavam, como uma terrível enxaqueca.

Os Gracie foram as “cobaias” da dieta de Carlos. Convencidos por ele, os Gracie mudaram sua rotina alimentar e, com isso, observaram seu biótipo se modificar.

Mas afinal, vou emagrecer com a dieta Gracie?

Sim, mas esse não é o objetivo principal. Quando ingerimos alimentos funcionais e em equilíbrio entre eles, a tendência é o organismo responder com melhores performances em todos os sentidos – do treino à digestão, do sono à disposição.

Leia aqui se seu objetivo principal é de emagrecer.

A dieta Gracie é tida por muitos como uma filosofia de vida. Não é complicada e não requer ingestão de remédios, aditivos artificiais e acompanhamento de especialistas. Simplesmente seria a composição de refeições com alimentos que se complementam e que não conflitam entre si.

Observe que a dieta não elimina carnes, exceto a de porco. Abrangente e flexível, a dieta não menciona ingestão de bebidas alcoólicas. Mas em se tratando de uma dieta elaborada por e para atletas, e que a bebida alcoólica deve realmente ser consumida com moderação, cabe bom senso a quem resolver utilizá-la em sua vida.

Disciplina é o principal ingrediente de uma dieta de sucesso, seja ela qual for. A proposta de melhorar a vida não é fácil pra ninguém e requer esforço. Seria muito simples e fácil se jogar nos doces e pedir aos céus que os músculos aparecessem. Mas como não é assim, podemos pensar que somos uma máquina, que depende de bom combustível para nos dar um melhor rendimento.

Essa dieta é restritiva, se você parar pra pensar que as “porcarias” foram cortadas. Você pode sentir vontade de comer batatas fritas, doces, carne de porco e enlatados, mas isso passa. Vontade é algo relacionado aos nossos vícios, ao que nos dá prazer instantâneo, não é uma necessidade física. É preciso trabalhar a sua mente para alcançar os resultados com alegria, já que sua saúde deve estar em primeiro lugar.

Você vai emagrecer? Sim, se seguir rigorosamente as dicas dos Gracie: alie educação alimentar à prática de exercícios físicos. Seu corpo agradece!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here